Pais superprotetores inibem o crescimento do cérebro de seus filhos

Pais que fazem tudo pelos seus filhos, não lhe dando independência para tomar decisões e aprender com elas, podem estar acabando com mais coisas do que com sua liberdade. Ela pode estar diminuindo o crescimento de seu cérebro.


Crianças com pais superprotetores ou negligentes podem ter defeitos no crescimento normal do seu cérebro e serem mais suscetíveis a doenças psiquiátricas – associadas com defeitos no córtex pré-frontal.
Para investigar essa conexão, cientistas analisaram os cérebros de cinqüenta pessoas com cerca de vinte anos, e então pediram para que elas respondessem a questões relativas ao relacionamento com seus pais durante os seus primeiros 16 anos de idade. Os participantes deveriam analisar o relacionamento com seus pais com respostas do tipo “não queria que eu crescesse”, “tentava controlar tudo o que eu fazia” ou “tentava me tornar dependente dele/dela”.


Os cientistas então descobriram que os filhos de pais superprotetores tinham menos massa cinzenta. E não é só isso, quando os pais (não as mães) eram negligentes as crianças também tinham problemas no desenvolvimento de seus cérebros.


Essa falha de desenvolvimento no córtex pré-frontal é normal em pessoas com esquizofrenia e outras doenças mentais. De acordo com os pesquisadores é o excesso do hormônio do stress (cortisol) e a falta do hormônio da felicidade (dopamina) que prejudica o desenvolvimento cerebral.


Agora, quando sua mãe estiver te incomodando na hora do seu seriado preferido para que você faça a tarefa de casa, você pode mostrar essa pesquisa para ela – com certeza, ela largará do seu pé.

 

 

BOLETIM PSICOLOGIA - RECEBA

Enquete - Psicólogo Online

Você faria sessões de orientação psicológica pela internet?